Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

quarta-feira, 17 de julho de 2013

DEPUTADO STÊNIO REZENDE DIZ GOVERNADORA LEVA BENEFÍCIOS PARA A POPULAÇÃO

                                       DEPUTADO STÊNIO REZENDE
DEPUTADO STÊNIO REZENDE
O deputado Stênio Rezende (PMDB) destacou, na sessão desta terça-feira (16), a retomada do governo itinerante pela governadora Roseana Sarney (PMDB), apesar dos problemas financeiros que afetam o país. O parlamentar disse que com a iniciativa a governadora “bota o pé na estrada mais uma vez para inaugurar obras e levar novos benefícios à população do interior do Estado”.

De acordo com o deputado, apesar de os Estados estarem com a capacidade de investimento no limite, “não tem um mês que passe sem que a Roseana não inaugure uma obra no Maranhão, obras importantes que ajudam a melhorar a qualidade de vida do povo”.

Delegacia especializada – Stênio Rezende informou também que em 2011 apresentou indicação propondo a criação de uma delegacia especializada no crime relacionado à questão fundiária, por conta do deputado César Pires (DEM) haver feito proposta semelhante ao governo.

O deputado do PMDB contou que indicação sua nesse sentido foi deferida pela Assembleia e encaminhada pela Mesa Diretora à governadora Roseana para que ela tomasse as providencias; e que no mesmo dia, 9 de agosto, saiu uma grande matéria no site da AL e em alguns jornais: “Crime contra o agronegócio preocupa o deputado Stênio Rezende”.

Stênio Rezende frisou que já vem com essa preocupação há tempos e acompanhando alguns crimes relacionados ao agronegócio. Um dos mais praticados no Estado é o roubo ao gado ou das maquinas dos empresários que produzem principalmente nas regiões Sul e do Baixo Parnaíba.

“Eu vinha acompanhando e aumentando a minha preocupação, portanto, acho muito oportuno o líder do governo e vários deputados dessa Casa, o presidente, a Mesa, o Incra, que juntos com os representantes do Governo Federal e do ministério estiveram aqui e foram ao Governo do Estado para discutir essa questão”, revelou.

Falou ainda que os índices per capita na saúde são os menores transferidos do Governo Federal para o Maranhão em relação a todo Brasil e que Estados menores, com menor estrutura física, com menor estrutura profissional, recebem mais per capita do que o Maranhão.
Waldemar Ter / Agência Assembleia

Nenhum comentário :

Postar um comentário