Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

FIM DO MISTÉRIO: ACIDENTE QUE PARTIU CORPO DE HOMEM AO MEIO , MATOU UMA CRIANÇA E DEIXOU A MÃE GRAVEMENTE FERIDA OCORREU NO PARÁ

FOI NA NO KM 18 DA  BR 010 EM SÃO MIGUEL DO GUAMÁ  HA 150 KM DE BELÉM -PA
                   
As fotos que causaram susto e comoção nos internautas e que foram espalhadas nas redes sociais, inclusive em alguns blogs do Maranhão, como se fossem de vítimas de um acidente na estrada que dá acesso a cidade de Satubinha-MA, finalmente tiveram a verdadeira origem revelada.
A tragédia ocorreu na tarde do último domingo (12), dia das crianças, em São Miguel do Guamá, no Pará (150 km de Belém) e resultou nas mortes de duas pessoas. O acidente aconteceu na altura do Km 18 na BR 010 quando o condutor da motocicleta em que as vitimas estavam tentou uma ultrapassagem proibida e se chocou frontalmente com uma carreta. O motorista da carreta, identificado como Elias Ferreira relatou em depoimento que seguia pela rodovia com destino a Belém quando de repente o motociclista ultrapassou um carro e invadiu a contramão. Contou ainda que tentou impedir a colisão jogando a carreta para o acostamento, mas não deu tempo. A motocicleta atingiu uma das laterais do veículo fazendo com os três ocupantes caíssem na pista. O condutor, identificado como Aldo Sena Correia, de 24 anos, foi arrastado pelo asfalto e teve seu corpo partido ao meio tendo morte instantânea. Sua filha de apenas dois anos, ao cair acabou sendo atropelada e também morreu no local. A mãe da criança identificada como Keila Cristina Carvalho, de 24 anos, sofreu ferimentos por todo o corpo e foi encaminhada em estado grave para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua (20 km de Belém).
De acordo com testemunhas, nenhuma das vitimas usava capacete e no momento do acidente, mesmo ferida, a mãe sentou no asfalto queixando de muita dor e gritava desesperada procurando pela filha e pelo marido que estavam próximos já sem vida. O motorista da carreta prestou socorro ligando para o Corpo de Bombeiros e logo em seguida foi à delegacia prestar depoimentos.
Segundo informações da polícia, mesmo com as constantes fiscalizações é comum pessoas naquele Estado andar de motocicleta com várias pessoas e sem capacete. Ainda segundo os policiais, esse não foi o primeiro e com a insistência da população em andar errado não será o último.
 
Do blog Do Sérgio Matias 

Nenhum comentário :

Postar um comentário