Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

TJMA PÕE EX-VEREADOR DE PAULO RAMOS, ACUSADO DE MATAR A MADRASTA, EM LIBERDADE

                       EM LIBERDADE
 
Segundo a imprensa da capital, o Tribunal de Justiça do Maranhão concedeu, na semana passada, habeas corpus (HC) para o ex-vereador da cidade de Paulo Ramos, Welson Lopes de Andrade, de 38 anos, mais conhecido como “Efim”. O HC foi concedido pelo desembargador Bayma Araújo.

O crime que chocou a região ocorreu no dia 27 de fevereiro de 2012, portanto, há mais de um ano. O motivo a principio seria o relacionamento que a vítima mantinha com o pai do autor.
Mais detalhes
De acordo com informações que foram repassadas ao 15º BPM a vítima tinha uma união estável e três filhos com Nelson Freire de Andrade, pai de Welson e o que teria motivado o crime seriam desentendimentos familiares, uma vez que o vereador não aceitava o relacionamento do pai com Rosilene. Ainda de acordo com testemunhas, o vereador teria ido, no início da manhã, antes do crime, à fazenda do pai, onde tiveram uma discussão. Em seguida, teria se deslocado à casa da vítima. Chegando lá, encontrou com o filho de Rosilene na sala, um adolescente de apenas 12 anos (irmão de Welson por parte de pai) e pediu para que chamasse a mulher. Assim que Rosilene chegou, o vereador disparou com um revólver calibre 38, na frente do irmão, um único tiro que acertou a testa da mulher de seu pai, que teve morte instantânea.

Após o crime Welson fugiu tomando rumo ignorado. Como não foi possível a sua prisão em flagrante, o Dr. Aureliano Coelho Ferreira, Juiz de Direito da Comarca de Paulo Ramos – MA, decretou a sua prisão preventiva em 29 de março de 2012.

Segundo relatos do acusado, antes de ser preso o mesmo residia na cidade de São Luis. O Serviço de Inteligência da PM apurou que Welson estaria  vindo de Teresina – PI, juntamente com a mulher e filhos. Que deixaria a sua família na cidade de Lago da Pedra – MA e retornaria para a capital maranhense. Que já fez a mesma rota anteriormente.
No momento da abordagem Welson negou a sua identidade, mostrando a Carteira de Habilitação de seu irmão Wanderson Lopes de Andrade, pois temia ser preso a qualquer momento. Após algumas arguições admitiu não ser Wanderson e confessou a autoria do crime.
 
informações Blg do Sergio Matias 

Nenhum comentário :

Postar um comentário