Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

quinta-feira, 23 de julho de 2015

SEM DINHEIRO, CASEIRO É AGREDIDO POR GAROTAS DE PROGRAMA, EM VITÓRIA

CASEIRO CONTOU QUE NÃO SABIA QUE ELAS ERAM GAROTAS DE PROGRAMA. PATRÃO DISSE A ELE QUE IRIA EM CASA BUSCAR O DINHEIRO E NÃO VOLTOU.
Caseiro teve a camisa rasgada durante a agressão
(Foto: Bernardo Coutinho/ A Gazeta)
Do G1 ES
Sem dinheiro, um caseiro de 33 anos foi agredido por duas garotas de programa após ele e o patrão passarem a noite com elas. Ele contou que não sabia que elas eram garotas de programa e que teria que dar dinheiro às duas. Ele e as mulheres, de 21 e 22 anos, foram encaminhados para uma delegacia de Vitória, onde foram ouvidos e liberados.
O caseiro contou que estava em casa, na noite desta  quarta-feira (22), e combinou de sair com o patrão, um empresário de 35 anos. Os dois marcaram de ir para uma boate, localizada na Rodovia ES-010, na Serra.

Na hora marcada, o empresário apareceu para buscar o caseiro, já acompanhado de duas mulheres, de 21 e 22 anos. Juntos, os quatro seguiram para a boate, onde permaneceram por algumas horas. Depois, o grupo decidiu terminar a noite em um motel.

No local, eles permaneceram por cerca de duas horas. O caseiro alega que até este momento, não sabia que o patrão havia contratado as duas jovens para um programa. Ele acreditou que o amigo havia conhecido as duas naquela noite e as convidou para saírem.

“Marquei de sair com meu patrão, como sempre fazemos. A gente sai junto para curtir. Ele me buscou lá em casa e já apareceu com as duas. Disse que eram amigas. Eu acreditei”, disse.
Na saída do motel, o empresário pagou a conta com cartão de crédito, mas não tinha o dinheiro, cerca de R$ 200, para as acompanhantes.
De lá, eles seguiram com as mulheres para Vitória, já que, segundo o caseiro, o patrão se comprometeu a ir até em casa, no bairro Mata da Praia, para pegar a carteira dele que havia ficado em casa.
Quando passava pela Rua Nicolau Von Schilgen, na Mata da Praia, o patrão deixou o caseiro e as garotas de programa em uma esquina, disse que iria buscar o dinheiro e retornaria.
Passado algum tempo, o caseiro percebeu que o patrão não voltaria e tentou fugir. As garotas de programa perceberam a intenção do homem e o agrediram com socos e unhadas.

“Ele levou a gente de volta para Vitória e nos deixou em uma rua. Disse que ia buscar o dinheiro para pagar as moças. Só percebi (que o patrão tinha mentido) porque ele demorou a aparecer. Quis sair fora e elas vieram para cima de mim. Me impressaram contra um carro e desceram a porrada”, contou.

A confusão aconteceu por volta das 7h. Os moradores acionaram a Guarda de Vitória, que levou as garotas de programa e o caseiro para a 1ª Delegacia Regional de Vitória. Apesar da confusão, nenhuma das partes quis registrar ocorrência. Eles foram ouvidos e liberados.


* Com colaboração de Mayra Bandeira, do Jornal A Gazeta

Nenhum comentário :

Postar um comentário