Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

LÍDER DE FACÇÃO CRIMINOSA NO PARÁ MORRE EM CONFRONTO COM A POLÍCIA CIVIL EM VITORINO FREIRE-MA

SILVIO  LINO 27 ANOS  TERIA PROTAGONIZADO FUGA DE PRESOS NO PRESÍDIO DE SEGURANÇA MÁXIMA EM SANTA IZABEL NO PARÁ
                                         

Mais um episódio  cinematográfico na área policial  em Vitorino Freire, o caso aconteceu na manhã dessa  segunda feira 14/12, no Bairro do Satilo por volta das 05h:20 e teve com vitima um homem de 27 anos que segundo a polícia era líder de uma facção criminosa que atuava fazendo assaltos e outros crimes no estado do Pará.  Silvio Lino Gama Ramos estava em casa quando policiais civis do Pará e  Maranhão chegaram para prender o foragido da justiça paraense, com a chegada da polícia Silvio chegou a se esconder dentro do carro um jetta de cor branca e placas OTZ 6724 Capitão Poço –PA, e segundo a polícia ele efetuou disparos contra os membros da operação que não teve outra opção a não ser de revidar efetuando disparos contra Silvio que foi atingido no peito esquerdo e não resistiu vindo a morrer em seguida. Silvio estava com uma pistola .40 de uso exclusivo da polícia, o corpo  dele foi levado para o hospital municipal onde fizeram o procedimento de praxe e em seguida liberado para os familiares. Silvio foi resgatado de um presídio em Santa Izabel no Pará e dias depois protagonizou uma fuga de 15 presos e duas mulheres que não tinham nada haver com o caso foram assassinadas . 
Segundo a polícia a intenção era de prender mais infelizmente o foragido reagiu efetuando disparos em direção aos policiais e tivemos que dar a resposta de imediato e se tratando de um bandido de alta periculosidade tivemos que efetuar disparos contra o meliante disse a polícia.  Além desse que foi morto a operação pretendia prender mais dois  compassas do líder da facção criminosa que provavelmente também estariam em Vitorino Freire , não foi possível efetuar as prisões desses dois compassas por volta do meio-dia os policiais civis foram embora.







Nenhum comentário :

Postar um comentário