Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

terça-feira, 29 de março de 2016

JUSCELINO FILHO FAZ INDICAÇÃO PARA DELEGACIA DA POLÍCIA FEDERAL EM SANTA INÊS

PELA IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA QUE SANTA INÊS TEM PARA A REGIÃO, UMA DELEGACIA DA POLÍCIA FEDERAL SE FAZ MAIS DO QUE NECESSÁRIO

Dep. Federal  Juscelino Filho(DEM)

A indicação do deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) para a instalação de uma delegacia da Polícia Federal na cidade de Santa Inês (MA), foi recebida pelo Ministério da Justiça (MJ) em Brasília.

O parlamentar comentou a importância do posto para a região: “Pela importância estratégica que Santa Inês tem para a região, uma delegacia da Polícia Federal se faz mais do que necessário. Vamos agora aguardar a continuidade desse processo no ministério em Brasília e acompanhar para que esse projeto saia do papel”.

Santa Inês – cidade localizada na região central do Estado do Maranhão, com cerca de 83 mil habitantes e a 250 quilômetros da capital do Estado, São Luís, é uma das cidades mais pujantes do Vale do Pindaré e está em processo de conurbação
(extensa área urbana formada por cidades e vilarejos que foram surgindo e se desenvolvendo um ao lado do outro, formando um conjunto)
com Pindaré Mirim, que tem cerca de 33 mil habitantes – clama pela instalação de uma Delegacia da Polícia Federal. Seu aeroporto regional, com uma pista de 1.500 metros, ainda apoiaria trinta outros municípios da região. O município é importante entroncamento hidro-rodo-ferroviário representado pelo cruzamento das BR-316 e BR-222, pela Ferrovia Carajás (CVRD) e pelo Porto de Pindaré. Outro destaque é a população flutuante da cidade, que é considerável e torna o município um polo central.

“Neste Contexto, a estrutura da Policia Federal no Maranhão, resumida à Superintendência, em São Luís e a duas Delegacias, uma em Caxias e outra em Imperatriz, ganharia reforço expressivo com a instalação de uma nova em Santa Inês, melhorando a segurança dos cidadãos, particularmente em face da violência e da criminalidade crescentes na região. ”, finalizou Juscelino Filho. O processo tramita no MJ.


Nenhum comentário :

Postar um comentário