Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

GOVERNO CELEBRA CONVÊNIO COM BANCO DA AMAZÔNIA PARA APLICAÇÃO DE R$ 385 MILHÕES NO ESTADO

O CONVÊNIO PREVER APLICAÇÃO DE 385 MILHÕES QUE DEVERÃO ATENDER DIVERSOS RAMOS DA AGRICULTURA E  PECUÁRIA. 


O governador Flávio Dino recebeu, na tarde desta quinta-feira (9), no Palácio dos Leões, o presidente do Banco da Amazônia (BASA), Marivaldo Gonçalves de Melo, para assinatura do protocolo de intenções para impulsionar os negócios sustentáveis no Maranhão. O convenio prevê a aplicação R$ 385 milhões, que deverão atender os diversos ramos da agricultura e pecuária e, assim, impulsionar a economia e geração de emprego e renda no estado.

“O BASA é um banco muito importante no nosso estado e ano passado fez operações de crédito que chegaram a R$ 220 milhões, operações de fomento ao setor produtivo, operações comerciais, tendo como carro chefe a agricultura. O objetivo desse convênio celebrado hoje é a ampliação dessas operações para que nós possamos neste ano dar esse salto, sair dos R$ 220 milhões e chegarmos a R$ 385 milhões, que consta deste instrumento celebrado com o estado”, pontuou o governador Flávio Dino.

Segundo o acordo firmado, o Banco disponibiliza o recurso e o Maranhão vai motivar os produtores e empresários locais, divulgando as linhas de crédito disponíveis até que se alcance a meta. Para Flávio Dino, esta é uma forma importante de impulsionar a economia do Maranhão e contribuir para o desenvolvimento do país.

“Nós precisamos de crédito para fazer com que a economia volte a girar com velocidade para gerar empregos, que é o grande problema do país hoje. Para retomar a trajetória de crescimento do Produto Interno Bruto, é decisivo que haja crédito, ou seja, que empresas do campo e da cidade possam ir ao banco obter recursos para ampliar seus negócios e gerar empregos para o povo. Por isso, o Estado está motivado a celebrar mais este instrumento com o BASA, porque consideramos que, ao lado de outros bancos públicos, ele é um instrumento decisivo para que o Brasil volte a crescer e o Maranhão disso se beneficie”, defendeu o governador.

Nenhum comentário :

Postar um comentário