Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

sexta-feira, 12 de maio de 2017

APROVAÇÃO DA PEC DA VAQUEJADA É COMEMORADA POR JUSCELINO FILHO

JUSCELINO FILHO TAMBÉM DEFENDEU A GERAÇÃO DE EMPREGOS QUE A PRÁTICA PROPICIA EM TODO PAÍS: “ A VAQUEJADA FAZ PARTE DAS NOSSAS RAÍZES
                                 WhatsApp Image 2017-05-10 at 21.36.51
O deputado federal Juscelino Filho (DEM), um praticante de Vaquejada e um dos maiores defensores do esporte na Câmara dos Deputados, comemorou em suas redes sociais, na noite de quarta-feira (10), a aprovação do primeiro turno da PEC 304/17, do Senado, que não considera cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, se forem registradas como manifestações culturais e bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro. A PEC foi aprovada por 366 votos a 50 e precisa passar por um segundo turno de votação na Câmara.

Juscelino Filho também defendeu a geração de empregos que a prática propicia em todo país: “ A vaquejada faz parte das nossas raízes. Ela é cultura e esporte, é atividade econômica com extensa, complexa e importante cadeia produtiva geradora de negócios, de renda, de riqueza e sobretudo de muitos empregos. A atividade movimenta R$ 600 milhões por ano, gera 120 mil empregos diretos e 600 mil empregos indiretos. Cada prova de vaquejada mobiliza cerca de 270 profissionais, incluídos veterinários, juízes, inspetores, locutores, organizadores, seguranças, pessoal de apoio ao gado e de limpeza de instalações. ”, destacou o parlamentar, que pratica o esporte há mais de 20 anos. “Vamos ao segundo turno, confiantes! ”, finalizou.

Em outubro do ano passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou inconstitucional a prática porque submeteria os animais a crueldade. A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), acatada por seis votos a cinco, foi proposta pelo procurador-geral da República contra a Lei 15.299/13, do estado do Ceará, que regulamenta a vaquejada como prática desportiva e cultural no estado.
 avapi-protesto-26jpg1476190318

Nenhum comentário :

Postar um comentário