Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

sábado, 11 de novembro de 2017

PM DE BREJO DE AREIA CONDUZIRAM ACUSADOS DE MATAR UMA JUMENTA COM REQUINTES DE CRUELDADE.

O ANIMAL TEVE AS VÍSCERAS EXPOSTAS E O FILHOTE ARRANCADO DA BARRIGA 

Um ato brutal praticado por algumas pessoas na cidade de Brejo de Areia – MA, contra uma jumenta causou revolta em todo o município. Fato ocorrido no último domingo (5), por volta das 17h30, uma jumenta que estava prenhe foi afogada e em seguida teve a barriga cortada com um gargalo de garrafa e o filhote tirado a força. As vísceras ficaram expostas. O filhote também foi morto. 
                        
O pior de tudo foi que toda essa brutalidade foi registrada e postada em redes sociais pelos próprios envolvidos o que aumentou a revolta da população.
                       
Desde o acontecido a guarnição policial militar que é comandada pelo Sargento PM Torres caiu em campo com o objetivo de localizar e deter os acusados, que segundo a própria polícia é de aproximadamente seis pessoas, inclusive, com a participação de uma adolescente.
                      
Já por volta das 10h30, de ontem (9), após várias buscas foram detido Jackson Nascimento Pereira e apreendido o menor das iniciais POC. Com a detenção dos mesmos, a polícia teve que imediatamente conduzi-los até a cidade de Vitorino Freire, por medida de segurança, uma vez que a população queria linchar os acusados. Os mesmos foram presos na própria cidade de Brejo de Areia.
O caso está sendo investigado pela polícia judiciária. A polícia continua as buscas com o objetivo de localizar e deter os demais acusados.
Participaram da ação o Sargento PM Torres, Cabo PM Fernandes e Soldado PM Juliano.

Nenhum comentário :

Postar um comentário