Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

ABERTURA DE NOVAS EMPRESAS NO MARANHÃO É A MAIOR DOS ÚLTIMOS 8 ANOS

“EM 2017, BATEMOS O RECORDE DA ABERTURA DE NOVAS EMPRESAS NO MARANHÃO, PROVA DO NOSSO DINAMISMO ECONÔMICO, DE ADEQUADO AMBIENTE DE NEGÓCIOS E DA EFICÁCIA DO PROGRAMA EMPRESA FÁCIL”, DESTACOU O GOVERNADOR FLÁVIO DINO.
O ano de 2017 foi favorável à abertura de novas empresas no Maranhão. No ano passado foram 31.499 novos empreendimentos com registros feitos na Junta Comercial do Maranhão (Jucema). O número é o maior dos últimos oito anos, reflexo de incentivos do programa Empresa Fácil e da redução de carga tributária para microempresas promovidos pelo Governo do Maranhão.
“Em 2017, batemos o recorde da abertura de novas empresas no Maranhão, prova do nosso dinamismo econômico, de adequado ambiente de negócios e da eficácia do Programa Empresa Fácil”, destacou o governador Flávio Dino.
Em comparação a 2014, o ano de 2017 registrou um aumento de 12,25% na quantidade de novos empreendimentos. O destaque foi o mês de agosto, quando 3.177 novas empresas foram registradas.
De acordo com os dados da Jucema, as atividades que mais contribuíram com os novos registros foram o Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios (13.729); Comércio varejista de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal (8.205); e o Comércio varejista de calçados (5.946).



Atualmente existem 288.633 empresas com cadastro ativo no Maranhão. O número de microempresas hoje representa 39% do total, seguido do microempreendedor individual (MEI), 35%.
Empresa Fácil 
De acordo com o presidente da Jucema, Sérgio Sombra, o saldo positivo da abertura de empresas em 2017 é um reflexo de uma série de ações coordenadas pelo órgão e pelo Governo do Estado para a atividade produtiva .
“O crescimento do número de empresas é um resultado claro de projetos concluídos com êxito como o sistema Empresa Fácil, Jucema Digital e do esforço do Governador Flávio Dino em estimular o empreendedorismo”, afirma.
Sombra também disse que as facilidades para abertura de empresas modificam o cenário econômico no estado: “As pessoas estão mais estimuladas e dispostas a investir no próprio negócio. E isso é um ciclo virtuoso, pois crescendo o número de empresas, cresce também o mercado, as pessoas e as possibilidades de transformação da sociedade. Os dados da Junta Comercial estão aí para comprovar que o caminho é simplificar”.
O Empresa Fácil Maranhão é uma ferramenta que faz a integração entre os dados cadastrais da Receita Federal do Brasil e os diversos órgãos Estaduais e Municipais que participam do processo de abertura, alteração e baixa de empresas.
Menos impostos
Um levantamento do Sebrae Nacional realizado e divulgado no ano passado atestou que o Maranhão está entre os Estados com menor carga tributária do País para micro e pequena indústria e empresas comerciais que se enquadram no Regime do Simples Nacional.
O Simples Nacional é um regime tributário vantajoso para empresas, pois estabelece uma forma simplificada, com tributação reduzida e o pagamento unificado dos tributos federais, estaduais e municipais.
Juros Zero
Outro programa que incentivou a instalação e o desenvolvimento de micro e pequenos negócios foi o Juros Zero, que estimula a movimentação da economia local e criação de vagas de trabalho. Quem aderir ao programa pode solicitar empréstimo de até R$ 20 mil; e a cada pagamento das parcelas dentro do prazo, os juros são imediatamente devolvidos.

 Abertura de novas empresas no Maranhão é a maior dos últimos 8 anos. (Foto: Reprodução)

Nenhum comentário :

Postar um comentário