Páginas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

terça-feira, 14 de agosto de 2018

MURAD PROVA O PRÓPRIO VENENO…

CONDENADO PELA JUSTIÇA DE COROATÁ, POR DECISÃO DA JUÍZA JOSANE ARAÚJO FARIAS, MURAD TEVE OS DIREITOS POLÍTICOS CASSADOS POR ABUSO DE PODER POLÍTICO NAS ELEIÇÕES DE 2002.


 
O mesmo Ricardo Murad que alardeou de forma insana na semana passada que o governador Flávio Dino está inelegível por conta de uma sentença da juíza eleitoral Anelise Nogueira Reginato, agora foi a público dizer que ele, condenado em primeiro grau, está em pleno gozo dos seus direitos eleitorais, e portanto, elegível.
Como assim?!?
Condenado pela Justiça de Coroatá, por decisão da juíza Josane Araújo Farias, Murad teve os direitos políticos cassados por abuso de poder político nas eleições de 2002, quando sua esposa, Teresa Murad, era a prefeita de Coroatá e ele super-secretário de Estado da Saúde do governo Roseana Sarney.
O caso de Ricardo será apreciado pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) nesta terça-feira (14). A expectativa é que o chefe de organização criminosa acusado de desviar mais de R$ 1 bilhão da saúde do Maranhão – segundo a Polícia Federal –, seja condenado em segunda estância e, obviamente, fique fora da disputa eleitoral deste ano.
Ciente que sua situação é delicada, Ricardo Murad usou as redes sociais para atacar a imprensa, o ex-secretário Márcio Jerry e também o governador Flávio Dino. Diferentemente do caso de Dino, Murad foi sentenciado pela juíza de Coroatá com parecer favorável do Ministério Público, o que complica ainda mais a vida do pré-candidato a deputado federal.
As diferenças, no caso dos dois, são as provas do processo, que no de Ricardo são bastante contundentes – bem diferente da sentença do governador – e a condenação no Tribunal Regional Eleitoral, que pode sepultar a candidatura do ex-secretário.

Blog do Domingos Costa.

Nenhum comentário :

Postar um comentário