Páginas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

DINO ALFINETA MORO SOBRE COMBATE AO CRIME: “É PRECISO MUITO MAIS DO QUE DECLARAÇÕES OU PROJETOS”

PARA DECLARAR GUERRA AO CRIME ORGANIZADO É PRECISO MUITO MAIS DO QUE DECLARAÇÕES OU PROJETOS. EM PRIMEIRO LUGAR, É PRECISO DAR EXEMPLO DESDE A PRÓPRIA CASA, DISSE FLÁVIO DINO.

O governador Flávio Dino se posicionou sobre o projeto da Lei Anticrime, apresentado hoje pelo ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro, Sérgio Moro. A iniciativa abrange medidas que tornam mais rígida a legislação criminal.
Moro propõe o aumento do número de criminosos cadastrados no banco genético e a criação de meios para dificultar a progressão de regime. O alvo são pessoas que cometeram os chamados crimes hediondos, considerados mais graves.
Segundo Flávio Dino, para declarar guerra ao crime organizado é preciso muito mais do que declarações ou projetos. Em primeiro lugar, é preciso dar exemplo desde a própria casa.
“Há ótimos projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional e outros tantos podem ser enviados. Porém não se pode descuidar do principal: melhorar as condições sociais, investir em escolas e ampliar a estrutura da Segurança Pública”, destacou o governador do Maranhão.
Dino ressaltou que é necessário sempre analisar as consequências de cada proposta ou ‘pacote’. “Por exemplo, aumentar a superpopulação carcerária pode fortalecer o poder das facções criminosas, caso não haja mais recursos para investimento e custeio das penitenciárias”, alfinetou.
Para ratificar seu pensamento, o governador afirmou que, no Maranhão, “temos uma experiência forte de grande redução de homicídios na região metropolitana de São Luís, superior a 60%. Fruto de investimentos em estrutura e valorização dos policiais. Esse é um caminho realmente eficaz e prioritário”.
Flávio Dino já havia falado algo parecido em reunião dos governadores com Sérgio Moro em Brasília, no final do ano passado. Mas parece que nenhuma opinião emitida por ele e por outros foram levadas em consideração no projeto da Lei Anticrime do ministro de Bolsonaro.
 Blog  Marrapá

Nenhum comentário :

Postar um comentário