Páginas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quarta-feira, 24 de julho de 2019

FARSA?!? PRISÃO DE HACKERS NADA TEM A VER COM O CASO THE INTERCEPT…

PRESOS PELA POLÍCIA FEDERAL SÃO INVESTIGADOS POR DENÚNCIA DO MINISTRO SÉRGIO MORO FEITA NO DIA 4 DE JUNHO ENQUANTO QUE AS CONVERSAS REVELADAS PELO SITE REMETEM AO ANO DE 2015
DOIS DOS SUPOSTOS HACKERS PRESOS: VÍNCULOS FORJADOS E DIFICULDADE À DEFESA, num roteiro que exigiu a licença do próprio Moro
É uma farsa – aparentemente montada para tentar livrar a cara do ministro Sérgio Moro e a Lava Jato – a ligação dos supostos hackers presos nesta terça-feira, 23, com a divulgação de conversas do ex-juiz e de membros da Lava Jato.
Esta operação da Polícia Federal é fruto de uma reclamação formal de Moro, feita no dia 4 de junho, quando o ex-juiz afirmou que seu telefone havia sido hackeado. O próprio ministro afirmou, no entanto, que nada havia sido capturado do aparelho.
Após a acusação de Moro, a Polícia Federal montou a operação Spoofing. E após a prisão dos supostos envolvidos, outros membros do governo, como o ministro Paulo Guedes e a deputada federal Joyce Hasselman, resolveram dizer-se também hackeados.
Tudo dentro de um roteiro pré-estabelecido, que conta, inclusive, com providencial licença de Moro do posto de ministro da Justiça e comandante da Polícia Federal.
Ocorre que as conversas entre Moro e Deltan Dallagnol; e entre este e outros membros da Lava Jato – que alguns dos próprios envolvidos já confirmaram a autenticidade – se deu bem antes disso, e remonta ao ano de 2015, quando Moro ainda era juiz da Lava Jato.
São Centenas, talvez milhares, de conversas, documentos, planilhas e outras provas de que Moro e Deltan – julgador e acusador – armaram para montar a condenação do ex-presidente Lula.
Setores da imprensa vinculados ao governo Bolsonaro apressaram-se, ontem, a vincular as prisões da Spoofing ao caso The Intercept.
Outros setores, mais independentes, preferiram aguardar novos desdobramentos.
Até porque sentiram cheiro de uma farsa sendo montada…



Nenhum comentário :

Postar um comentário