Páginas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sábado, 6 de julho de 2019

JORNALISTA REVELA QUE MATERIAL DA VAZA JATO CONTA COM DOIS MIL ÁUDIOS

É PROVÁVEL QUE MAIS CONVERSAS DE MORO COM PROCURADORES SEJAM REVELADAS PELA FOLHA NESTE FIM DE SEMANA.
                                   
O jornalista Ricardo Noblat, da Veja, apurou que o material da Vaza Jato recebido pelo The Intercept Brasil e dividido com a Folha de S.Paulo, Rádio Band e a própria Veja conta com dois mil áudios, que estão sendo decupados por esses veículos. Além disso, ele avisou, via Twitter, que outras revelações serão disponibilizadas para o público em breve.
“É provável que mais conversas de Moro com procuradores sejam reveladas pela Folha neste fim de semana”, escreveu o jornalista.
Noblat aproveitou para criticar boa parcela da imprensa tradicional. “Até quando o resto da mídia chamará de ‘supostos diálogos’ o que já se conhece sobre as mensagens de Moro e dos procuradores? Por que não procura o The Intercept para examinar o material e, se for o caso, publicá-lo como fizeram a Folha de São Paulo, a rádio BAND e a VEJA?”, questionou.
Chefe do MPF
A Veja publicou nesta sexta-feira (5) extensa reportagem sobre as conversas vazadas entre procuradores do MPF e o ex-juiz federal Sérgio Moro. Segundo a revista, através de análise de 649551 mensagens, fica claro que Moro atuou como chefe do MPF, pedindo a inclusão de provas em processos, mandando acelerar ou retardar operações e fazendo pressão contra delações.
A publicação comprovou a veracidade de mensagens vazadas por fonte anônima ao The Intercept e apontou que o caso é ainda mais grave do que havia sido publicado até o momento. Segundo a matéria, “Moro cometeu, sim, irregularidades” e “comportou-se como chefe do Ministério Público Federal, posição incompatível com a neutralidade exigida de um magistrado”. (Revista Fórum).

Nenhum comentário :

Postar um comentário