ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

segunda-feira, 7 de junho de 2021

CAMARÃO CLASSIFICA COMO EQUIVOCADO MANIFESTO DE ZÉ CARLOS E AFIRMA QUE SERÁ SOLDADO DO PT PARA TODAS AS MISSÕES

CAMARÃO DISSE QUE A CONSTRUÇÃO DO SEU INGRESSO NA SIGLA OCORREU DE FORMA DEMOCRÁTICA E COM MUITO DIÁLOGO.

 

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, concedeu entrevista, na  noite de segunda feira (07), ao programa Ponto Continuando, da Rádio Educadora AM 560, apresentado pelos jornalistas Clodoaldo Corrêa, Glaucio Ericeira e Rogério Silva.

O auxiliar do governador Flávio Dino (PC do B) encaminhou no período da tarde, à executiva estadual do PT, seu pedido de filiação ao partido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Camarão disse que a construção do seu ingresso na sigla ocorreu de forma democrática e com muito diálogo. “Conversei com integrantes dos diretórios nacional e estadual. Dialoguei com as várias correntes do partido. Conversei com o deputado Zé Inácio, com o deputado Zé Carlos, com o Coletivo Nós. Portanto, estou muito feliz com essa construção e agora estou aguardando a decisão do diretório do Maranhão acerca do meu pedido de filiação”, disse.

Sobre recentes declarações do deputado federal Zé Carlos, que se mostrou contrário à forma como o secretário está prestes a ingressar na legenda, Felipe Camarão afirmou que não houve nenhum tipo de atropelamento.

“Conversei com o deputado Zé Carlos e com integrantes da sua tendência. Não houve atropelamento algum. Meu objetivo não é dividir e sim somar. Quero ajudar o projeto do PT, de eleger o presidente Lula, de eleger o governador Flávio Dino, líder maior do nosso grupo, de ampliar sua bancada federal. É equivocado o posicionamento do deputado no vídeo postado nas redes sociais. Ele falou muita coisa errada. O Zé Carlos é amigo do meu pai, me conhece desde criança. Repito: estou indo para o PT para somar e, inclusive, ajuda-lo a retornar para Câmara Federal”, afirmou.

 

Camarão ratificou, mais uma vez, que pretende representar o partido na disputa por uma das 18 vagas para deputado federal.

 

Porém, questionado sobre a possibilidade de vir a figurar como candidato a vice-governador em uma chapa majoritária encabeçada por Carlos Brandao (PSDB), garantiu que será um soldado do PT.

 

“O debate ainda não é sobre eleição majoritária. Além disso, o próprio governador Flávio Dino está liderando pessoalmente sua sucessão. Todos os partidos aliados têm o direito de pleitear vaga na chapa majoritária. Me proponho a representar o povo do Maranhão como pré-candidato a deputado federal. Agora, serei militante do partido. Quero entrar para somar. Serei soldado do PT para todas as missões que me forem designadas”, finalizou.

Neto Weba.

Nenhum comentário :

Postar um comentário