ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

segunda-feira, 21 de junho de 2021

INSCRIÇÕES PARA CARAVANA DO CNJ ENCERRAM-SE NESTA SEGUNDA, 21

O EVENTO SERÁ TRANSMITIDO AO VIVO NO CANAL TJMAOFICIAL/YOUTUBE

As inscrições para a etapa maranhense da Caravana Virtual dos Centros de Inteligência estão abertas. O evento, que acontece dia 24 de junho, a partir das 11h, é promovido pelo Conselho Nacional de Justiça, em parceria com o Poder Judiciário do Maranhão, com a finalidade de fomentar o debate, capacitar equipes e aprimorar a gestão de precedentes qualificados em todo o país.

Podem participar do evento membros da magistratura, servidores e servidoras, além de estudantes e profissionais do Direito. Para integrantes do quadro de pessoal da Justiça maranhense, as inscrições acontecem via Sistema Tutor, disponível na Plataforma Sentinela, até o dia 21 de junho. Estudantes e profissionais externos poderão fazer a inscrição no dia do evento, por meio de link disponível durante a transmissão pelo YouTube. Todos os participantes receberão certificação pela Escola da Magistratura.

Nesta edição, será apresentada a experiência maranhense na instalação e funcionamento do Centro de Inteligência da Justiça Estadual do Maranhão, um dos pioneiros do país. Na oportunidade, serão debatidos diversos temas de grande relevância para o aperfeiçoamento do sistema de gestão de precedentes. O evento será realizado na Plataforma Zoom e o público inscrito poderá acompanhar pelo canal do Tribunal de Justiça no YouTube.

PROGRAMAÇÃO

O evento terá a abertura feita pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Lourival Serejo. O desembargador Paulo Velten, presidente da Comissão Gestora de Precedentes do TJMA vai apresentar o “Histórico de implantação do centro de inteligência e a definição de causa-modelo”; enquanto a juíza Sônia Amaral e o juiz Holídice Cantanhede vão abordar o painel “A construção da regulamentação do centro de inteligência”.

A juíza Ticiany Gedeon vai ministrar o painel “Suscitação de IRDR com a participação do centro de inteligência”; e a juíza Elaile Silva e o juiz Aureliano Coelho vão destacar o “Estudo de caso: uma proposta colaborativa entre os integrantes do centro de inteligência”. No encerramento, o magistrado Anderson Sobral, que é o representante maranhense no o Grupo Operacional do Centro de Inteligência do Poder Judiciário (CIPJ-CNJ), vai falar sobre a “Integração dos centros locais e nacionais”.
 

Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário :

Postar um comentário