ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

segunda-feira, 18 de julho de 2022

ERLANIO RESPONDE ATAQUES E REQUER QUE MINISTÉRIO DA SAÚDE FAÇA AUDITORIA EM IGARAPÉ GRANDE

ERLANIO  AINDA INFORMOU QUE CONSEGUIU INVESTIR NA SAÚDE POR MEIO DE CONVÊNIOS COM O GOVERNO FEDERAL E EMENDAS PARLAMENTARES JÁ QUE O GOVERNO DO ESTADO NÃO CONTRIBUIU COM NADA.

O prefeito de Igarapé Grande e presidente da Famem, Erlanio Xavier, se posicionou após a imprensa ligada ao governo do estado promover ataque a sua gestão, que é tida como exemplo no Maranhão. As publicações tentam relacionar o fato da prefeitura de Igarapé Grande ter recebido recursos de “emendas do relator”, apelidada de orçamento secreto, a alguma irregularidade. Note-se, que praticamente todas as prefeituras do Maranhão receberam tais recursos, inclusive de prefeituras cujos gestores são aliados do governador e receberam muito mais do Igarapé Grande.

Ainda assim, Erlano anunciou em nota que determinou a abertura de “sindicância administrativa para as devidas apurações e esclarecimentos que a sociedade tem direito, além de requerer ao Ministério da Saúde, através do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (DENASUS), a imediata realização de procedimento de auditoria, cuja tramitação e resultado serão compartilhados com os demais órgãos de controle”.

Erlanio lembrou que reformou completamente o hospital da cidade, que atende toda a região, atendendo 24 horas com dois centros cirúrgicos e 37 leitos, centro de imagem, laboratórios, usina de oxigênio, atendimento nas especialidades e clínica geral.

O presidente da Famem ainda informou que conseguiu investir na saúde por meio de convênios com o Governo Federal e emendas parlamentares já que o governo do estado não contribuiu com nada.

Confira a nota:

NOTA PÚBLICA

Ao assumir a Prefeitura de Igarapé Grande, em 2017, o município estava com o sistema de saúde totalmente sucateado! O único hospital da cidade estava fechado, não era oferecido nenhum tipo de especialidade médica, realização de exames e nenhuma espécie de cirurgia. Nossa população era obrigada a procurar atendimento em Teresina.

Diante deste quadro de total abandono e com a responsabilidade que me cabe como gestor, procurei todos os caminhos legais para investir em nosso sistema de saúde, através de convênios com o Governo Federal e emendas parlamentares. Busquei ainda o Governo do Estado do Maranhão, que, infelizmente, em momento algum contribuiu para o avanço de nossa saúde pública municipal.

Hoje, o sistema de Saúde de Igarapé é uma referência para toda a região que, por ele, também é atendida, oferecendo Hospital 24 horas com dois centros cirúrgicos e 37 leitos, centro de imagem, laboratórios, usina de oxigênio, atendimento nas especialidades de clinico geral, cirurgia geral, anestesia, radiologia e diagnóstico por imagem, cardiologia, psiquiatria, urologia, neurologia, ginecologia, obstetrícia, ortopedia e traumatologia, pediatria, fonoaudiologia, psicologia, psiquiatria e fisioterapia. Realizando ainda exames laboratoriais, tomografia, ultrassonografia, eletroneuromiografia, eletrocardiografia, mamografia, tomografia, ultrassonografia, raio x móvel e digital, cistoscopia e endoscopia digestiva, cirurgias de urgência/emergência e eletivas, como, colecistectomia, herniorrafia (umbilical e inguinal), vasectomia, hemorroidectomia, histerectomia, laqueadura tubaria, perineoplastia anterior e posterior, parto normal e cesariana, apendicectomia, laparotomia, debridamento, cirurgias de mama ( exérese de nódulos, mama acessória, biópsia de nódulos, ooferectomia) e bartolinectomia, totalizando 152 (cinquenta e dois) profissionais de saúde prestando serviços para nosso município e região na atenção básica e média complexidade.

As obras, serviços e aquisições da Secretaria de Saúde de Igarapé Grande, durante minha gestão, foram e tem sido contratadas, conforme determina a legislação, através de pregão eletrônico e licitações, tudo devidamente disponibilizado no Portal da Transparência para o conhecimento de toda a sociedade e órgãos de controle.C

Contudo, ao tomar conhecimento pela imprensa de fatos relacionados ao Sistema de Informação Ambulatorial da média complexidade (SIA) e Sistema de Informação Hospitalar (SIH), determinei a abertura de sindicância administrativa para as devidas apurações e esclarecimentos que a sociedade tem direito, além de requerer ao Ministério da Saúde, através do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (DENASUS), a imediata realização de procedimento de auditoria, cuja tramitação e resultado serão compartilhados com os demais órgãos de controle.

 Blog do Clodoaldo Correa.

Nenhum comentário :

Postar um comentário