Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

quinta-feira, 5 de junho de 2014

APÓS DEPOIMENTO E COMPROVAÇÃO DE DOMICILIO OLHODAGUENSE É LIBERADO

                                     JÁ  ESTÁ EM CASA COM A FAMÍLIA  
                                   
MAIS UM CASO RESOLVIDO

Antonio Rita como é popularmente conhecido  depois de passar o dia inteiro a disposição da  justiça ele foi ouvido na delegacia de Bacabal e em seguida levado na viatura até sua residência no  Povoado Centro do José Rodrigues  zona Rural de Olho d'Água das Cunhãs-MA.

Ele veio na viatura da polícia  civil,  chegou em casa a nooite por volta das 20h:30 acompanhado por quatro pessoas ,  dois delegados uma investigadores e um investigador além do Advogado Dr. Bento Vieira e outro advogado que lhe acompanhava  ambos se fizeram   presente na casa de seu cliente. 

O objetivo da presença dos delegados e investigadores eram para comprovarem de perto  se realmente o Sr. Antonio tinha mesmo residencia no povoado, ao chegaram na residencia do acusado foi comprovado atreveis de fotos que ele é de fato e de direito o titular da casa, nossa reportagem acompanhou de perto toda movimentação no Povoado. Na casa a polícia civil olhou um albo de fotos ainda do tempo em que Antônio viajava para trabalhar em São Paulo, depois de várias perguntas e ter recebido respostas conversenti e   olharem o albo de fotos veio a comprovação que Sr. Atonio é realmente a pessoas que disse ser, e quanto ao beneficio que está a uns cinco meses sem receber ele vai resolver em breve.

entenda  o  caso
MATÉRIA DIVULGADA NO INICIO DA TARDE  
                                         

A informação que chegou até nossa redação é de que um homem de Olho d’Água das Cunhãs estava preso na delegacia do 1º DP em Bacabal, de imediato fizemos contato e fomos  informado por um companheiro de trabalho que está acompanhando o caso, ele nos repassou que o senhor Antônio Rita morador do Povoado Centro do José Rodrigues em Olho d’Água das Cunhãs, foi detido no momento em que estava tentando sacar o benefício que segundo declaração do detido estava com cinco messes sem vim.


 No momento da movimentação quando ele apresentou os documentos pessoais o funcionário da Caixa Econômica Federal  teria suspeitado que o mesmo estava portando documentos  falsificados, a polícia foi acionada é neste momento as 16h:00 ele será ouvido pelo delegado plantonista, a possibilidade dele ser liberado após o depoimento.

Nenhum comentário :

Postar um comentário