Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

terça-feira, 3 de junho de 2014

MANIFESTANTES PROTESTAM EM FRENTE AO HOTEL ONDE ESTÁ A SELEÇÃO EM GO

                               AS MANIFESTAÇÕES EM GOIÂNIA  
Grupo protesta na frente do hotel em que a seleção brasileira está hospedada, em Goiânia (Foto: Luísa Gomes/G1)

G1 GO
Manifestantes protestam na manhã desta terça-feira (3) em frente ao hotel onde está hospedada a Seleção Brasileira, na Avenida República do Líbano, no Setor Oeste, em Goiânia. Eles se dividem em diferentes grupos com reivindicações distintas, mas afirmam que o protesto, embora seja contrário à realização da Copa do Mundo no Brasil, não é contra os jogadores.

A situação permanecia pacífica até que a polícia pediu que os manifestantes saíssem do canteiro central da Avenida República do Líbano, se afastando da entrada do hotel. Houve resistência e o pesquisador Daniel Kraucher, da Frente de Esquerda Socialista em Goias, foi retirado do local à força pelos policiais.

Após diálogo entre representantes da Polícia Militar e dos manifestantes, os grupos cederam e, por volta das 9h50, começaram a protestar do outro lado da avenida.
O pesquisador afirma que o grupo é não é favorável à realização da Copa do Mundo no Brasil. "Somos contrários ao investimento público na Copa e à corrupção. Não tenho nada contra o futebol e a Seleção", afirmou Kraucher ao G1. Ele garantiu que a intenção é a de realizar um protesto pacífico.
Manifestantes protestam na manhã desta terça-feira (3) em frente ao hotel onde está hospedada a Seleção Brasileira, na Avenida República do Líbano, no Setor Oeste, em Goiânia. Eles se dividem em diferentes grupos com reivindicações distintas, mas afirmam que o protesto, embora seja contrário à realização da Copa do Mundo no Brasil, não é contra os jogadores.

A situação permanecia pacífica até que a polícia pediu que os manifestantes saíssem do canteiro central da Avenida República do Líbano, se afastando da entrada do hotel. Houve resistência e o pesquisador Daniel Kraucher, da Frente de Esquerda Socialista em Goias, foi retirado do local à força pelos policiais.
Após diálogo entre representantes da Polícia Militar e dos manifestantes, os grupos cederam e, por volta das 9h50, começaram a protestar do outro lado da avenida.
O pesquisador afirma que o grupo é não é favorável à realização da Copa do Mundo no Brasil. "Somos contrários ao investimento público na Copa e à corrupção. Não tenho nada contra o futebol e a Seleção", afirmou Kraucher ao G1. Ele garantiu que a intenção é a de realizar um protesto pacífico.


Nenhum comentário :

Postar um comentário