Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

sábado, 7 de janeiro de 2017

BANCADA FEDERAL MARANHENSE RECEBE O MINISTRO DOS TRANSPORTES

JUSCELINO FILHO (DEM), SE PRONUNCIOU REPRESENTANDO SEUS PARES E DESTACOU A IMPORTÂNCIA DA OBRA.
                                 
Na última  quinta-feira (5), deputados da bancada federal do estado do Maranhão estiverem em Bacabeira, para a solenidade de assinatura da ordem de serviço que dará o pontapé inicial na sequência da duplicação da BR-135, no trecho que liga Bacabeira até a cidade de Miranda do Norte. Com a presença do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, o pedido da obra, que é de responsabilidade do governo federal por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), foi aprovado e uma visita técnica foi realizada no local.
O coordenador da bancada federal maranhense, deputado Juscelino Filho (DEM), se pronunciou representando seus pares e destacou a importância da obra: “Esse plano de duplicação foi iniciado em setembro de 2012 e há muito tempo temos lutado para agilizar, principalmente, em defesa dos moradores e da população que vive ao redor e que já conviveu com tantas tragédias. Essa obra é emergencial e está sendo viabilizada pelos recursos alocados através da emenda impositiva da bancada, no valor de R$ 162 milhões”, destacou.

Além do ministro Quintella e do deputado Juscelino Filho, também estiveram presentes, o senador Pinto Itamaraty (PSDB), os deputados federais André Fufuca (PP), Eliziane Gama (PPS), João Marcelo Souza (PMDB), José Reinaldo (PSB), Júnior Marreca (PEN), Waldir Maranhão (PP), Weverton Rocha (PDT), o governador em exercício do estado do Maranhão, Carlos Brandão, a prefeita de Bacabeira, Fernanda Gonçalo (PMN), o deputado estadual Cabo Campos (DEM), e outras lideranças políticas.
                                         
Junto ao ministro, os parlamentares também realizaram visita técnica ao Porto do Itaqui, onde está sendo finalizada a obra do Berço 108, que objetiva atender a demanda crescente de granéis líquidos da região. O investimento foi de aproximadamente, R$ 75 milhões do governo federal.

Nenhum comentário :

Postar um comentário