Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

RAFAEL LEITOA SOLICITA AO GOVERNO INSTALAÇÃO DO CURSO DE DIREITO NA UEMA DE TIMON

SEGUNDO RAFAEL LEITOA, ESTES NÚMEROS, TOMANDO COMO BASE A QUANTIDADE DE ALUNOS APTOS A PARTICIPAR DO VESTIBULAR EM 2018, SÃO MAIS DO QUE SUFICIENTES PARA DEMANDAR NOVOS CURSOS PARA TIMON
Rafael Leitoa solicita ao Governo instalação do Curso de Direito na Uema de Timon
Na tarde de quarta-feira (09), o deputado Rafael Leitoa (PDT) esteve reunido com o reitor da UEMA, Gustavo Pereira da Costa, no Campus Paulo VI, em São Luís, discutindo sobre a estrutura física, melhorias no Polo e expansão de cursos da Universidade Estadual em Timon. 
Conforme levantamentos feitos junto à Unidade Regional de Educação, no ano de 2017, somente na cidade de Timon serão 1973 alunos concludentes do Ensino Médio na rede estadual. Para 2018, proposta de inclusão do curso de Direito na grade de cursos do Polo da UEMA, serão mais de 2500 alunos. Estes números estão relacionados tanto ao ensino regular, quanto do EJA. 
Segundo Rafael Leitoa, estes números, tomando como base a quantidade de alunos aptos a participar do vestibular em 2018, são mais do que suficientes para demandar novos cursos para Timon. “Especificamente falando do Curso de Direito, temos um campo vasto de atividades profissionais. Quando finalizado, os alunos podem seguir carreira jurídica, seja criando o próprio escritório, seja concursado nas diversas áreas de atuação da profissão”, justificou o deputado.
Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, nesta quinta, em discurso, o deputado reforçou que sua meta é também a ampliação do número de cursos regulares e presenciais naquela instituição. “Na UEMA em Caxias, temos o curso de Medicina, o qual, atualmente, o governo trabalha para dobrar o número de vagas, com isto, firmamos um compromisso com a Reitoria da Universidade Estadual para que no município de Timon seja criado e instalado o curso do Direito, atendendo assim a juventude de toda a região leste do estado do Maranhão”, finalizou.

Assecom/ Dep. Rafael Leitoa


Nenhum comentário :

Postar um comentário