Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

domingo, 19 de novembro de 2017

DO ABANDONO À ERA ESCOLA DIGNA

O MARANHÃO DE TODOS NÓS, HOJE TEMOS UM GOVERNO QUE VALORIZA E RESPEITA A EDUCAÇÃO 
Felipe Camarão

Professor
Secretário de Estado da Educação
Membro da Academia Ludovicense de Letras
Sócio do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão
Vivemos hoje um período interlocutório na história do Maranhão. Estamos em meio a mais uma significativa mudança proporcionada pela gestão do governador Flávio Dino.
Já ficou para trás o tempo ao qual a educação estadual ficou entregue ao abandono e já nasce o novo tempo das Escolas Dignas, no qual, mais que simples retórica, a educação é, de fato, prioridade e por isso se faz na prática um grande instrumento de transformação social.

Hoje, como em tempo algum foi feito neste estado, não há uma semana em que não seja entregue uma unidade escolar construída, reformada ou revitalizada. E para comentar essa realidade, começamos lembrando das palavras do idealizador deste programa que transforma a realidade da população maranhense, o governador Flávio Dino, que afirma não fazer um governo para colocar placas em paredes, mas sim para mudar a realidade do povo, olhar todos os dias para os que antes eram invisíveis, e que é apenas através da educação é que combateremos a maior das corrupções do país: a desigualdade social, na qual muito está nas mãos de tão poucos, e muitos não têm quase nada.

E, para materializar este grande programa, que lembramos ser o primeiro ato de governo da gestão de Flávio Dino, ainda em seu discurso de posse no dia primeiro de janeiro de 2015, com a assinatura do decreto que instituiu o Escola Digna ao mesmo tempo que disse aos leões que estes não mais se alimentariam dos recursos públicos, os quais seriam utilizados em benefícios da população deste Estado. E assim o tem feito.

Mas as escolas não são feitas apenas de muros, tijolos, tinta… tudo isso é fundamental para o aprendizado dos estudantes e para o exercício do ensino por nossos educadores, no entanto, não é tudo. Ciente disso, o governador Flávio Dino lidera a verdadeira reconstrução: aquela na qual o foco são as pessoas. A nossa missão tem sido reconstruir a esperança e proporcionar oportunidades iguais a todos por meio da educação.

Neste sentido, o Escola Digna também tem ações importantes para o desenvolvimento adequado do processo de ensino e da aprendizagem a exemplo do “Mais Alimentação”, que visa ampliar a oferta e a qualidade da alimentação escolar da rede estadual. Durante anos as escolas não possuíam sequer mrendeiras para manipular os alimentos, realidade modificada pelo Escola Digna, e agora além dos recursos repassados para os caixas escolares, o governo licitará a complementação de alimentos que serão distribuídos diretamente para a unidade escolar. Mais uma “primeira vez” deste governo, que reduzirá a evasão escolar e aumentará a produtividade na escola.

Fazer educação de qualidade requer muito mais que visitas e alardear falsas profecias do caos. Temos que ter a esperança e força de vontade para modificar a realidade da população maranhense. Cada escola digna inaugurada em substituição às escolas de taipa leva para aquela população esperança, fé e perspectiva de um futuro de crescimento. E isso ocorre porque as bases do desenvolvimento familiar estão na educação, e com dignidade. Esta é a maior obra do programa escola digna, uma obra que não é feita de tijolos, mas sonhos e oportunidades.

E não há como falar de dignidade e transformação social sem mencionar o “Sim, Eu Posso!”, que está tirando as vendas da cegueira do analfabetismos de milhares de maranhenses pelo Maranhão com investimento total de mil reais por pessoa alfabetizada. Não há palavras que possam descrever a emoção de ver alguém entender as primeiras palavras e escrever pela primeira vez o seu nome. Trata-se de uma  obra do governo Flávio Dino, que não precisa e nem pode ter placas, mas sua marca fica nas pessoas, no povo de um estado que já foi muito esquecido.

Todos os esforços e investimentos realizados na educação do Maranhão têm um objetivo em especial que é transformar tudo isso em programas de Estado enraizados na cultura do povo de modo que não permitam retrocesso, apenas avanços, independente de quem esteja administrando o estado.

Por esse motivo, convidamos a população do estado para que vista a camisa do Escola Digna, pois a educação estadual é patrimônio do povo do Maranhão e a chave para transformar a realidade do nosso povo. Não importa o que digam vozes desesperadas e despreparadas para viver este novo momento, a educação precisa de união de esforços para que os avanços sejam cada vez maiores.
Viva o Escola Digna!
Viva a Educação!
Viva o povo do Maranhão!


Nenhum comentário :

Postar um comentário