Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

JUSCELINO FILHO PARTICIPA DE EXPEDIÇÃO DA CODEVASF PELO RIO PARNAÍBA

AO LONGO DOS ÚLTIMOS ANOS, A CODEVASF INVESTIU MAIS DE R$ 382 MILHÕES EM AÇÕES DE REVITALIZAÇÃO DA BACIA DO RIO PARNAÍBA

Sequenciando visitas pelo interior do estado, na  segunda-feira (11), o deputado Juscelino Filho (DEM) esteve em Alto Parnaíba acompanhando a expedição técnica da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), pelo rio Parnaíba. Na pauta, a navegabilidade do Rio Parnaíba, a construção da ponte que liga à Santa Filomena (PI), e também o término de obras de saneamento e esgoto nas cidades ribeirinhas, entre outros assuntos.

Com a presença do presidente da Codevasf, Avelino Neiva, do prefeito Rubens, de engenheiros, assessores e lideranças da região, o deputado Juscelino participou das vistorias que tem como objetivo empreender informações para a retomada de um estudo da região com vistas à realização de futuros projetos voltados à promoção da navegabilidade do rio Parnaíba com o intuito de facilitar o escoamento da produção do Sul do estado, até Teresina (PI) e Timon (MA). O parlamentar aproveitou para reafirmar seu compromisso com o município e com a gestão: “Aproveito minha visita aqui para confirmar meu compromisso com Alto Parnaíba, com o prefeito Rubens e sua gestão, a qual já destinamos emendas parlamentares na área da saúde e da educação”, destacou Juscelino Filho.

Ao longo dos últimos anos, a Codevasf investiu mais de R$ 382 milhões em ações de revitalização da bacia do rio Parnaíba. Entre as atividades empreendidas estão a implantação de sistemas de esgotamento sanitário e de ligações intradomiciliares e intervenções voltadas ao controle de processos erosivos. O objetivo dos trabalhos é preservar a bacia e recuperar áreas degradadas, além de aumentar a qualidade e o volume dos recursos hídricos da bacia hidrográfica. Cerca de R$ 336 milhões foram investidos em sistemas de esgotamento. As ações reduzem a incidência de doenças e a poluição do solo e da água. 

(Fonte: Codevasf)

Nenhum comentário :

Postar um comentário