Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

domingo, 31 de dezembro de 2017

PARABÉNS A OPOSIÇÃO, CÂMARA REPROVA CÓDIGO TRIBUTÁRIO E RETIRA DE PAUTA PROJETO QUE CONGELA SALÁRIO DE PROFESSORES POR TEMPO INDETERMINADO EM PAULO RAMOS

PRESSIONADOS PELOS PROFESSORES, VEREADORES DA SITUAÇÃO TREMERAM NA BASE.

Uma sessão extraordinária e tumultuada foi realizada na tarde de sábado em Paulo Ramos, na pauta quatro projetos de autoria do executivo municipal, alguns minutos da calorosa discussão das quatro matérias uma foi retirada de pauta, a projeto de lei  que trata de mudanças bruscas no setor da educação,  como por exemplo o CONGELAMENTO de salário por tempo indeterminado.  Sobre as outras três matérias, uma diz respeito a mudança na estrutura administrativa municipal,  outro sobre os dias que o Chefe do Executivo Municipal pode ficar ausente do município sem sofrer perda do cargo e o segundo mais polêmico que rege sobre o código tributário esse foi reprovado.

A pauta estava recheada de interesse do  do Executivo, todas as matérias foram  colocadas em discussão, os parlamentares analisaram e discutiram atentamente os  projetos .




O   Projeto de Lei  que  trata do Código Tributário, foi colocado em discussão   e votação e foi "REJEITADO" por seis 6 vereadores  o placar da votação ficou assim confira como votou cada vereador, observação neste caso o presidente só votava se o resultado fosse empatado como a oposição meteu a taca assim no presidente Santana não pode manifestar o voto.
 4 votos a favor
Ivan Matos
 Fladilson
Corina
Franceilson

Votarão contra o projeto
 Afrânio do Leó
Edvaldo Bigode
Nalva Torquato
Eltran 
Moabe
Sandro César.

Mais dois projetos foram colocados em pauta e discutidos, um trata sobre a mudança na estrutura administrativa do município, como por exemplo a sec. de finanças passa a ser sec. de fazenda e cria mais secretarias obras e cidades, antes era departamento municipal  de obras, esse matéria foi aprovada por  6 x 3.

Votaram contra os vereadores
Afrânio do Leó,  Nalva  Torquato
e Edvaldo Bigode , os demais parlamentares votaram pela  aprovação , somente um projeto de Lei foi aprovado por unanimidade, foi que trata dos dias que o chefe do poder executivo pode ficar ausente do município sem sofrer perde do cargo, antes a referida Lei permitia que o gestor municipal podia passar  até sete dias ausente do município, com a aprovação ficou da seguinte forma passando dos sete(07) dias para doze(12) o que o normal para os demais municípios.

Nas considerações  finais os 6 vereadores que se posicionaram  contra o projeto ratificaram suas intenções e deixaram bem claro  que a partir de agora o prefeito Deusimar Serra irá respeitar aquela casa e a população Pauloramense, aqui nós estamos  a serviço do povo disseram os parlamentares.  
                          
A sessão ordinária foi marcada por discussões e também por parabenizações, o vereador Afrânio  do Leó estava completando ano, populares na galeria e os vereadores cantaram o tradicional  parabéns ao aniversariante.

Nenhum comentário :

Postar um comentário