Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

quarta-feira, 28 de março de 2018

OPINIÃO| VIDAS SALVAS E MAIS SEGURANÇA

 POR ROBSON PAZ 
A segurança é um dos principais problemas do país. Pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira — Problemas e Prioridades da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revela que o tema está entre os quatro que mais preocupam os brasileiros.
No Maranhão, recentes informações amplamente repercutidas dão a dimensão das conquistas no âmbito da segurança pública. A primeira foi a ação heróica de policiais militares, que salvaram um bebê de sete meses, atirado pela mãe na baía de São Marcos. A célere e eficaz atuação dos profissionais salvou a vida da criança e deteve a autora do ato desumano.
Outra foi o levantamento publicado pelo portal G1 da Rede Globo, segundo o qual o Maranhão é o estado com menor índice de homicídios do país. Antes, pesquisa de organização da sociedade civil mexicana Segurança, Justiça e Paz mostrou que São Luís deixou a lista das 50 cidades mais violentas do mundo. Há três anos, isto era impensável. O Maranhão era um dos estados mais violentos do país.
Pesquisa realizada pelo Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostra que o Maranhão é o estado brasileiro com a menor taxa de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) do país, em janeiro deste ano.
Dados da Secretaria de Segurança Pública constatam que a redução do índice de CVLIs em todo o estado em 2017 foi de 12%. Na grande São Luís, no comparativo entre os anos de 2014 e 2017, a redução no número de homicídios chega a 40%. Em fevereiro deste ano, a queda foi de 60% na comparação com o mesmo mês de 2014.
Naquele ano, percorreram o planeta cenas da barbárie praticada no Estado com ataques a ônibus, com vítimas fatais como a menina Ana Clara. O festival de decapitações na penitenciária de Pedrinhas ganhou as páginas da imprensa internacional.
A mudança é notável. Decerto, resultado da política pública de segurança ora priorizada pelo governador Flávio Dino. Fato comprovado cientificamente em pesquisa do jornal Folha de São Paulo divulgada no início deste mês. Os dados mostram que entre 2015 e 2017, o Governo do Maranhão ampliou em 26% os investimentos na área. Mais de R$ 1,5 bilhão investidos pelo Maranhão no combate à violência em 2017.
Investimentos que proporcionaram a contratação de cerca de 3 mil novos policiais; concurso público para as Polícias Militar e Civil; a promoção de milhares de policiais; aquisição de mais de 800 novas viaturas; laboratórios com tecnologia de combate à lavagem de dinheiro e de genética forense; aquisição de armamentos.
Além do combate ao crime, que tem reduzido os índices de violência, as forças policiais atuam também no transporte aeromédico, por meio do CTA (Centro Tático Aéreo). São centenas de pacientes atendidos com o serviço.
Segundo Atlas da Violência 2016, entre 2004 e 2014, a taxa de homicídios no Maranhão cresceu 244,3%. Agora, a realidade é outra: milhares de vidas salvas e mais segurança para a população.
Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.

Nenhum comentário :

Postar um comentário