Páginas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 23 de maio de 2019

POLÍCIA FEDERAL CUMPRE MANDADOS EM OPERAÇÃO CONTRA A EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTIL NO MA E OUTROS SETE ESTADOS

SÃO INVESTIGADOS CRIMES DE PRODUÇÃO, ARMAZENAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAL PORNOGRÁFICO ENVOLVENDO CRIANÇAS E ADOLESCENTES. ATÉ AS 8H, ERAM QUATRO PRESOS.
                               Policiais federais analisam o computador de um dos presos — Foto: Polícia Federal
G1 MA
A Polícia Federal (PF) cumpre nesta quinta-feira (23) 28 mandados de busca e apreensão em uma operação, em oito estados, contra a exploração sexual infantil.
De acordo com a PF, na Operação Nêmesis são investigados crimes de produção, armazenamento e distribuição de material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.
Caso haja flagrante de fotos, vídeos e arquivos em computadores, por exemplo, o suspeito é preso.

Ao todo, 120 policiais cumprem mandados em oito estados:
1.     Maranhão - 1;
2.   Minas Gerais - 2;
3.   Paraíba - 1;
4.   Rio de Janeiro - 12;
5.    Rio Grande do Sul - 6;
6.   Santa Catarina - 3;
7.    Sergipe - 1;
8.   São Paulo - 2.
A operação é coordenada pela Unidade de Repressão aos Crimes de Ódio e Pornografia Infantil da Polícia Federal.
O nome da operação é uma referência à deusa grega da justiça.

Até oito anos de prisão

As penas para os crimes investigados variam entre um e oito anos de prisão.
·         Quem armazena material de pornografia infantil tem pena de um a quatro anos de prisão;
·         Para quem compartilha, a pena é de três a seis anos de prisão;
·         A punição aumenta para quatro a oito anos de prisão para quem produz esse tipo de material.

Polícias Civis prenderam 141 em março

Em março, a quarta fase da Operação Luz na Infância, deflagrada pelo Ministério da Justiça e pela Polícia Civil dos estados, prendeu 141 pessoas em flagrante.
Na ocasião, o ministro Sergio Moro declarou ter mandado "um recado claro".
"Esse tipo de crime não pode ser tolerado. É um crime grave que atinge o que a gente tem de mais valioso na nossa sociedade, que são as crianças e os adolescentes", disse Moro.

Nenhum comentário :

Postar um comentário