Páginas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

OPOSIÇÃO AO GOVERNO ERRA E TEM QUE ADMITIR QUE EXECUTIVO NÃO ULTRAPASSOU LIMITE DE GASTOS COM PESSOAL

A OPOSIÇÃO VOLTOU ATRÁS E ADMITIU QUE O PODER EXECUTIVO, DE FATO, NÃO ULTRAPASSA O LIMITE DE GASTOS COM PESSOAL
Assim que o Tesouro Nacional divulgou relatório sobre as finanças dos Estados brasileiros, ontem, a oposição se apressou para afirmar que o Maranhão havia ultrapassado o limite de gastos com pessoal. Tudo para colocar a culpa no governador Flávio Dino.
O problema foi que, com a pressa, eles nem perceberam que o gráfico apontava dois números, um somente do Executivo – que não havia ultrapassado o limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), no que tange a relação entre as Despesas com Pessoal e a Receita Corrente Líquida (RCL) – e um dado global, incluindo todos os Poderes do Estado.
Para atingir o limite estabelecido pela LRF, o Poder Executivo precisaria ultrapassar os 60% da receita líquida para cobrir a folha salarial dos servidores. Fato que não ocorre, já que atualmente ele gasta 56,51% da sua receita com pessoal.
Foi o jeito a oposição voltar atrás e admitir que o Poder Executivo, de fato, não ultrapassa o limite de gastos com pessoal.
Marrapá.

Nenhum comentário :

Postar um comentário