Páginas

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sexta-feira, 13 de março de 2020

EM SESSÃO TUMULTUADA, POR 06 X 03 A MAIORIA DOS PARLAMENTARES VOTARAM A FAVOR DO CONCURSO PÚBLICO EM SATUBINHA MA

RISCA FACA, VEREADOR DA OPOSIÇÃO, DIZ  QUE SE ABSTEVE  DA VOTAÇÃO.
 Em uma sessão ordinária realizada na última quarta-feira (11), com a presença de todos os parlamentares, sendo (08) vereadores e uma vereadora,  a câmara municipal de Satubinha votou o projeto de Lei que trata da criação do concurso público municipal. Após a abertura dos trabalhos, o presidente da casa, vereador Jean Meneses concedeu a palavra ao procurador do município, advogado Carlos Fahd, ele   fez um esclarecimento sobre o projeto de Lei que estava em pauta.  

Em seguida foi concedido a palavra aos parlamentares para que fizessem um pronunciamento a respeito da pauta, foi neste momento que deu início ao conflito de ideias, vereadores da oposição se posicionaram contra e fizeram algumas alegações, segundo os oposicionistas, a prefeitura poderia fazer uso político no concurso por se tratar de um ano eleitoral, disseram ainda que o município era pra ter feito no ano de  2017 e não fez, passaram 2018 e 2019 e se quer o executivo enviou a matéria para o legislativo municipal, foi essa umas das alegações, esse foi o tom do discurso da oposição. 

A base governista por sua vez, falou diferente e defendeu a aprovação do projeto de Lei, o município precisa realizar o concurso, está em jogo a estabilidade do emprego para cada mãe e pai de família e descartaram  o suposto uso político por parte da prefeitura.

Um momento tenso foi exatamente na hora em que o projeto de Lei foi colocado em votação, o presidente Jean Meneses, cumprindo o regimento interno da casa, colocou em votação.

TIRE SUAS CONCLUSÕES , VEJA O VÍDEO MOMENTO DA VOTAÇÃO. 
“O Projeto de Lei que autoriza o município de Satubinha, criar o concurso público está em votação, aquele que for a favor permaneça como está e quem for contra se levante. Se levantaram três parlamentares, Antônio Alves Oliveira Filho(Filho do Dadá), Josué Franklin e Wilson Fernandes. 
                            
Permaneceram sentados seis  vereadores, Antônio dos Santos(Antônio da Eva), Jean Meneses, Raimundo Nonato, Karilene Rodrigues, Rudiney  e Fernando Neres (Risca Faca).  Após conferir a votação,  o presidente  declarou aprovado o projeto de Lei. Foi neste momento que  houve um impasse no plenário,  por parte do vereador Risca Faca, alegou que não  votou a favor da matéria, ele ainda chegou a ir na tribuna que se absteve da votação, quando ele falou, o presidente já tinha proclamado o resultado. 

Após a sessão o parlamentar Risca Faca,  postou um vídeo na rede social falando sobre o caso, explicou que se absteve da  votação. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário