ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

domingo, 14 de março de 2021

PRESSIONADO APÓS DISCURSO DE LULA, PAZUELLO ALEGA PROBLEMAS DE SAÚDE E PEDE PARA DEIXAR MINISTÉRIO

CHEFE DA PASTA JÁ VINHA SOFRENDO PRESSÃO APÓS SUCESSÃO DE ERROS NO COMBATE À PANDEMIA DA COVID-19.

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello , pediu para deixar o comando do Ministério da Saúde alegando que está enfrenta problemas de saúde. Segundo interlocutores, o militar informou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que precisa de tempo para se reabilitar. A informação é do jornal O Globo .

O pedido de afastamento coincide com o auge da pressão de deputados do Centrão, que pleiteiam mudança no comando da pasta sob pretexto de má gestão durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), sobretudo na demora para a compra de vacinas.

Neste sábado (13), Bolsonaro se reuniu com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para tratar do assunto . Depois do encontro, também  conversou com os ministros Walter Braga Netto (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Fernando Azevedo (Defesa) e o próprio Pazuello em uma reunião "fora de agenda".

Pessoas próximas ao presidente já entraram em contato com dois médicos cardiologistas cotados para substituir Pazuello. Os nomes seriam os de Ludhmilla Abrahão Haijar e Marcelo Queiroga , presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. O primeiro nome, segundo a jornalista Andreia Sadi, é o preferido de Arthur Lira e de deputados do Centrão.

Fonte último Segundo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário