Páginas

GOVERNO DO MARANHÃO

quarta-feira, 2 de maio de 2018

FILHO DO CASEIRO, QUE MORAVA NO RIO DE JANEIRO, TRANCOU O PAI E MÃE NA CHÁCARA E SEQUESTROU A PRIMEIRA DAMA

PRIMEIRA-DAMA SEQUESTRADA É VISTA SACANDO DINHEIRO EM AÇAILÂNDIA
                          O filho de caseiro que trabalha numa chácara para o casal Zé Gomes e Betel Gomes, morava no Rio de Janeiro, e veio para maranhão residir com os pais, na cidade de Buriticupu. Hoje, ele trancou os pais em um quarto, se apossou das armas que estavam na chácara e sequestrou a primeira dama, que é pré-candidata a deputada estadual.   
A esposa do prefeito Zé Gomes, até  às 19h26, não havia aparecido. A polícia encontra-se na busca do sequestrador, que contou com a ajuda de dois comparsas.


O áudio de uma mulher, distribuído no whatsapp, informa que a primeira-dama de Buriticupu, Betel Gomes, sequestrada na tarde desta quarta-feira (2), foi vista sacando dinheiro em uma agência bancária da cidade de Açailândia.

A informação teria sido passada à polícia por um motorista de Van, que conhece a primeira-dama.

Segundo o relato, um homem estava encostado nela, no momento da saída do banco. Ela ainda teria acenado para o motorista da Van.

Informa também que a professora Raimunda ficou no carro com arma encostada na cabeça dela.

“Ela estava mantendo o controle, com o cara encostado nela, ao sair da agência, e voltaram para o carro”, relata a mulher.

A polícia trabalha com a hipótese de sequestro relâmpago para saque de dinheiro de conta em bancos. Se for isso mesmo, as vítimas devem ser abandonadas em algum lugar.

Pelo visto, o sequestrador Dhones Rodrigues Silva, que trabalha na Chácara do prefeito, não está sozinho nessa ação criminosa. Como fugiu levando três armas de fogo, é provável que esteja contando com a ajuda de outros criminosos.

No entanto, não se descarta a hipótese de utilizarem o dinheiro para continuar empreendendo fuga.

Toda a polícia da região está mobilizada para localizar e prender os sequestradores.


Nenhum comentário :

Postar um comentário